258 desastres naturais globais em 2014 causando perdas seguradas de US$ 39 bi

Home » Mudanças Climáticas, Notícias, Relatórios » 258 desastres naturais globais em 2014 causando perdas seguradas de US$ 39 bi

janeiro 13, 2015

258 desastres naturais globais em 2014 causando perdas seguradas de US$ 39 bi

258 desastres naturais globais registrados em 2014, em comparação com uma média de 260 eventos de dez anos, causando uma perda segurada total de US$ 39 bilhões,  38% abaixo da média de US$ 63 bilhões dos últimos dez anos, e a menor perda total segurada anual desde 2009. Esses são os principais destaques do Annual Global Climate and Catastrophe Report, produzido pela consultora de risco e corretora de seguros Aon Benfield. Os dois eventos mais caros para as seguradoras e resseguradoras foram as tempestades severas em junho, na Europa, com indenizações de US$ 3 bilhões, e, em maio, nos Estados Unidos, com pagamentos de US$ 2,9 bilhões.

As perdas econômicas globais geradas por catástrofes naturais em 2014 totalizaram US$ 132 bilhões, 37% abaixo da média de US$ 211 bilhões de dez anos.  Inundações em setembro no norte da Índia e também no Paquistão resultaram na maior perda econômica do ano,  de US$ 18 bilhões.

Stephen Mildenhall, CEO da Aon Analytics, disse: “Apenas 8,6% das perdas com catástrofes globais  em 2014 estavam seguradas, em comparação com uma média de 13,9% dos dez anos. O aumento secular em perdas por catástrofes desde 1980, o que é., amplamente em linha com o PIB global, continua a ser um motor de crescimento para a indústria de seguros. Com o seu capital abundante e ferramentas de gerenciamento de risco sofisticadas, a indústria está melhor posicionada do que nunca para cumprir a sua missão principal de fornecimento de produtos de transferência de risco para garantir o crescimento e desenvolvimento em todo o mundo “.

As três principais riscos – inundações, ciclones tropicais, e tempo severo – foram responsáveis por 72% de todas as perdas econômicas durante os 12 meses em análise, enquanto o evento que mais causou mortes em 2014 foi uma extensão de enchentes e deslizamentos de terra, responsáveis pela morte de cerca de 2,6 mil pessoas no Afeganistão.

Steve Bowen, diretor adjunto e meteorologista de impactos do clima da Aon disse: “Apesar de US$ 27 bilhões em desastres naturais individuais em 2014, as perdas econômicas globais foram abaixo da média no segundo ano consecutivo. As perdas mais significativas foram na Ásia,  com 57% da perda econômica global.  Já quando avaliamos as perdas seguradoras, o maior valor ficou com os Estados Unidos, com 53% do total e responsável por seis das dez maiores perdas seguradas do ano.

Foram registrados 13 ciclones tropicais (Categoria 1+)  em todo o mundo em 2014, abaixo da média de 1980-2013 com 16 eventos. Dez dos deslizamentos de terra ocorreram no Hemisfério Norte, incluindo seis na Ásia. Em 31 de dezembro de 2014, os EUA não tinham testemunhado um grande evento na categoria furacão para um recorde de nove anos consecutivos. Enquanto isso, 2014 foi o ano mais quente desde que os registros globais de terra e de temperatura do oceano.

>> Confira a íntegra do relatório, em inglês

Tags: ,

Pin It

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

« Anterior: Próximo »

Voltar ao topo