Home » Mudanças Climáticas, Notícias » Rio+20: Negociadores esperam concluir hoje texto final a ser assinado por chefes de estado

junho 18, 2012

Rio+20: Negociadores esperam concluir hoje texto final a ser assinado por chefes de estado

A expectativa dos negociadores brasileiros e estrangeiros participantes da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, é de fechar até o fim desta noite o texto final a ser assinado pelos chefes de estado. Para tanto, estão programadas três sessões de trabalho, começando às 10h e seguindo até as 22h. A tendência, segundo negociadores ouvidos pela Agência Brasil, é excluir as propostas conflitantes, como está no rascunho fechado sábado, e manter recomendações gerais.

Chefiados pela delegação do Brasil, os representantes de 193 países se dedicam a elaborar um texto conciso, preciso, claro e abrangente, de acordo com os negociadores. Até o começo da conferência, o documento tinha 200 páginas, depois passou para 80 e há três dias foi resumido a 50, segundo a Agência Brasil.

Há divergência entre países ricos e pobres, principalmente sobre as questões envolvendo definições de recursos, metas específicas, o conceito de economia verde e a transformação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) em organismo autônomo.

Os países desenvolvidos, liderados pelos Estados Unidos, o Canadá, a Austrália e o Japão, alegam dificuldades internas causadas por numerosos fatores, inclusive a crise econômica internacional, para assumir responsabilidades pontuais com o repasse de recursos. Desde sábado, foi retirada a discussão sobre a criação de um fundo, de US$ 30 bilhões, para garantir a execução de propostas relativas ao desenvolvimento sustentável.

Também há divergências sobre as propostas referentes à proteção dos oceanos, pois os norte-americanos resistem à regulação de águas internacionais, alegando questões de segurança interna. No rascunho de 50 páginas obtido pela Agência Brasil, foram excluídos os assuntos polêmicos e mantidas as recomendações gerais sobre o desenvolvimento sustentável com inclusão social e erradicação da pobreza e da fome. Para a delegação brasileira, o texto apresenta avanços. “O texto não só impede retrocessos como traz avanços em várias áreas, como criar objetivos de desenvolvimento sustentável”, disse o embaixador. “Isso não é pouca coisa.”

 

Tags:

Pin It

Notícias Relacionadas

Comments are closed.

« Anterior: Próximo »

Voltar ao topo