Home » Notícias » 15 de Outubro – Dia do Consumidor Consciente

outubro 15, 2013

15 de Outubro – Dia do Consumidor Consciente

Data instituída pelo MMA é comemorada no Brasil desde 2009

Hoje, dia 15 de outubro, é o Dia do Consumo Consciente, data instituída pelo Ministério do Meio Ambiente, em 2009, para despertar a consciência dos brasileiros para os problemas sociais, econômicos, ambientais e políticos causados pelos padrões de produção e consumo excessivos.

A data foi escolhida para coincidir com o Global Consumer Action, mobilização mundial promovida pela Consumers International (CI) desde 2008 para marcar a importância da educação para o consumo sustentável, contando com a adesão de mais de 30 países.

Atualmente, a população mundial já consome os recursos do Planeta a uma taxa muito maior que a sua capacidade de reposição. De acordo com a Global Footprint Network, ONG de pesquisa que há dez anos calcula o “Dia da Sobrecarga”, em 2013, para que o equilíbrio se mantivesse, teríamos que ter deixado de utilizar os recursos da Terra no dia 20 de agosto. Em outras palavras, para que pudéssemos continuar com os níveis de consumo atuais de modo sustentável, precisaríamos de uma Terra e meia.

E o problema torna-se ainda mais dramático levando em consideração que ainda existe uma parcela da população mundial, estimada em mais de um bilhão, concentrada principalmente em países como China, Índia e Brasil, ainda está alijada da sociedade de consumo, mas ávida para entrar nesse processo.

Processo, este, responsável, entre outros desperdícios, por jogar no lixo de 30 a 50% de toda comida produzida, segundo o relatório “Global Food: waste not, want not”, divulgado no início do ano pelo Institution of Mechanical Engineers (IMechE), do Reino Unido.

Somente nas praças de alimentação dos shoppings da cidade de São Paulo, todos os anos, são jogados no lixo mais de 180 toneladas de comida. Segundo estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o lixo produzida pela humanidade saltará das 1,3 bilhão de toneladas atuais para 2,2 bilhões de toneladas até o ano de 2025.

Felizmente, junto com o consumo, cresce também a conscientização para o problema, por parte de governos e entidades da sociedade civil.

Em 2002, durante a Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, foi aprovado o Plano de Johanesburgo, que propôs a elaboração de um conjunto de programas, com duração de dez anos, apoiando e fortalecendo iniciativas regionais e nacionais para promoção de mudanças nos padrões de consumo e produção.

Entre essas iniciativas, o Processo de Marrakesh, sob a coordenação do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e da UNDESA (Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas), tem o objetivo de estimular que cada país membro das Nações Unidas, e participante do processo, desenvolva seu plano de ação, o qual será compartilhado com os demais países, em nível regional e mundial, gerando subsídios para a construção do “Global Framework for Action on SCP”.

E essas iniciativas também estão ao alcance do cidadão comum que, em primeiro lugar, deve refletir a respeito da mensagem passada pela publicidade de que a felicidade só pode ser alcançada por meio do consumo compulsivo. Para tanto, há a disposição uma diversidade grande de material de apoio para informar e subsidiar as ações, como é o caso da cartilha “A Organização de Grupos de Consumo Responsável”, do Instituto Kairós, que propõe transformar seu ato de compra em um ato político, visando a sustentabilidade da própria experiência e o bem estar do planeta.

Publicações como esta ajudam às pessoas a entenderem que o Consumo Sustentável envolve a escolha de produtos que utilizam menos recursos naturais em sua produção, que garantam o emprego decente aos que os produziram, e que sejam facilmente reaproveitados ou reciclados. Significa comprar o que é realmente necessário, estendendo a vida útil dos produtos tanto quanto possível.

A prática do consumo de maneira sustentável acontece quando as escolhas de compra são conscientes, responsáveis, com a compreensão de que terão consequências ambientais e sociais, positivas ou negativas.

E então, vamos comemorar o Dia do Consumo Consciente?

Tags: ,

Pin It

Notícias Relacionadas

Comments are closed.

« Anterior: Próximo »

Voltar ao topo